barra surf

Equipa unida presta tributo à Nazaré

1 nazare hpDepois de um dia histórico na praia do norte, a “armada” brasileira composta pelo veterano Carlos Burle, Maya Gabeira, Pedro Scooby e Felipe Cesarano reuniu-se de novo para prestar homenagem às ondas únicas da Nazaré.

Com o regresso a casa já agendado, a equipa promete manter em Portugal uma base para futuras aventuras.

Com o pé engessado mas visivelmente bem disposta, a surfista de ondas gigantes Maya Gabeira aproveitou o reencontro com a sua equipa na Nazaré para fazer um balanço da sua primeira visita a Portugal: “As condições da Nazaré são sem dúvida as mais difíceis do mundo, aqui o perigo nunca acaba por causa das rochas e da areia, não existe uma onda igual à outra!”. Relativamente ao desfecho da sessão de ontem, onde a atleta de 26 anos surfou a maior onda da sua vida, Gabeira destaca “o intenso treino e preparação. É sobretudo devido a este treino variado – com especial destaque para a apneia - que consegui estar a maior parte do tempo em controlo. De resto devo tudo à minha equipa”. Agora a brasileira, que reside atualmente na Califórnia, pensa já no seu regresso ao mar: “Penso que vou estar cerca de dois meses parada, mas se tudo correr bem espero poder estar presente no arranque da temporada no Havai - em janeiro próximo”. Gabeira é a atual recordista mundial feminina de ondas gigantes, com uma onda de 13,7 metros que surfou na África do Sul há quatro anos.

Carlos Burle, o veterano de 46 anos que é um dos grandes históricos do surf de ondas gigantes - acumulando sucessivos recordes, incluindo uma presença no Guinness Book of Records - faz também um balanço positivo desta experiência: “Aqui em Portugal senti-me em casa como em nenhum outro lugar onde costumo surfar! Vivemos ontem um dia histórico na Nazaré e estou certo de que vamos voltar. Não é todos os dias que temos a oportunidade de surfar uma onda com perto de 100 pés”. 

Pedro Scooby também partilha do entusiasmo dos seus companheiros e ficou “cliente” de Portugal: “É a minha primeira vez em Portugal e sinceramente nunca imaginei que existissem aqui ondas tão boas e variadas - há ondas para todos os gostos!”. Já Felipe Cesarano destacou a força da equipa, homenageando publicamente o seu mentor Carlos Burle: “Espero dentro de 20 anos ter a experiência acumulada dele e poder também ajudar jovens surfistas como nós a evoluir”.