barra surf

Frederico Morais sagra-se campeão nacional de surf

fmorais hpFrederico Morais, de 21 anos, sagrou-se campeão nacional de surf pela primeira vez, depois de já ter conquistado dois vice-títulos, em 2010 e 2012.

Ao avançar para os quartos de final do Allianz Cascais Pro, a derradeira etapa da Liga MOCHE, “Kikas” acumulou pontos suficientes para conquistar este título tão desejado, na praia que o viu iniciar-se no surf.
Talvez por ter relaxado um pouco, “Kikas” viria a ser eliminado da prova nos quartos de final homem-a-homem por um Marlon Lipke em grande forma, terminando assim na quinta posição da geral no Allianz Cascais Pro, a par de um inspirado Eduardo Fernandes, de Miguel Blanco, o único surfista que ainda competia pelo título com Morais, e do júnior Guilherme Fonseca, de Peniche, que conquistou aqui o melhor resultado da sua carreira entre os mais velhos.
Assim, além de Marlon Lipke, avançaram também para as meias-finais Nicolau Von Rupp, o galego residente em Portugal Gony Zubizarreta e José Ferreira, que ainda pode alcançar o vice-título nacional deste ano, caso avance para a final. Foram estes os quatro surfistas que mais surf apresentaram hoje aqui no Guincho, nas potentes ondas de 1.5m a 2m que quebraram no lado sul da praia e que amanhã irão discutir o título da etapa.
A maior surpresa do dia veio com a eliminação do bi-campeão nacional, Vasco Ribeiro, na terceira fase, a par de surfistas como Filipe Jervis, Ruben Gonzalez, Tomás Fernandes, João Guedes, Luca Guichard, Luís Eyre e Pedro Coelho.
Nas senhoras, realizaram-se apenas as quatro baterias da primeira fase, onde não houve surpresas. A melhor prestação foi de Teresa Bonvalot, de 13 anos, que segue na luta pelo título nacional com Carina Duarte, uma vez que ambas avançaram para as meias-finais.
Teresa e Carina mantêm-se também na luta pela MINI Triple Crown, um troféu especial dentro da Liga, que atribui o usufruto de um automóvel MINI aos melhores atletas masculino e feminino no cômputo geral de três das suas etapas, nomeadamente as provas do Porto, Peniche e Cascais. No masculino, este troféu já está entregue, ao novo campeão nacional, Frederico Morais, que já acumulou pontos inultrapassáveis e assim vai andar de MINI em 2014.
Apenas para os atletas masculinos, continua em jogo e muito aceso um lugar no Top 10 final do MOCHE Wildcards, uma competição especial que, em cada etapa, contabiliza a melhor onda dos últimos 16 atletas em prova e define dez vagas para o campeonato de triagens que atribui um wildcard no MOCHE Pro Portugal presented by Rip Curl, a única etapa do principal circuito mundial de surf que se realiza em Portugal, já em Outubro, entre Peniche e Cascais.

 

FOTO: Pedro Mestre/Liga MOCHE