barra-surf

Artem Silchenko dominou na Dinamarca

1 bull hpDurante as quatro primeiras épocas do Red Bull Cliff Diving World Series, Artem Silchenko foi sempre o último dos primeiros. Depois de vencer a segunda etapa consecutiva de 2013 este fim-de-semana na Dinamarca, perante o olhar de 27 mil espectadores, o russo mostrou que pode ir mais longe e ambicionar o primeiro título da sua carreira, chegando próximo da perfeição ao alcançar algo inédito - quatro notas dez e o score mais alto de sempre.

Depois do arranque na costa atlântica francesa, há cerca de um mês, o Red Bull Cliff Diving World Series viajou este fim-de-semana mais para norte para concretizar a primeira estreia absoluta da temporada. Tal como tinha acontecido em La Rochelle, a ação decorreu no mais improvável dos cenários urbanos - com a plataforma a ser montada no telhado da Ópera de Copenhaga, a uma impressionante altura de 28 metros!
O russo Artem Silchenko, que tem sido desde o arranque do circuito mundial em 2009 um eterno candidato ao título sem nunca lá conseguir chegar, foi o primeiro a brilhar na Capital dinamarquesa - mostrando que a sua vitória há cerca de um mês na etapa inaugural foi tudo menos obra do acaso. A impressionante consistência do atleta de 29 anos - precisamente o mesmo que venceu nos Açores ano passado - acabou por ser uma constante ao longo de toda a competição, permitindo-lhe alcançar em Copenhaga a sua segunda vitória consecutiva perante uma audiência de 27 mil espectadores. Quatro notas dez para um salto de grande dificuldade (6.1) – um duplo mortal e meio com saída invertida, duas piruetas e meia e entrada cega na água – e o mais alto score de sempre registado no circuito mundial (522.40 pontos) são créditos que falam por si: “Neste momento sou o homem mais feliz do Mundo, ainda nem estou a acreditar que consegui mais uma vez ganhar. Foi uma luta intensa que me deu muito prazer, acho que gostei de tudo, da paisagem incrível, da água e do intenso apoio do público”.
O atual detentor do título mundial, o britânico Gary Hunt, começou mal mas recuperou até ao segundo posto, deixando o derradeiro lugar do pódio para o veterano Orlando Duque (Colômbia) – que aos 38 anos continua a dar cartas. O pódio de Copenhaga corresponde ao ranking acumulado do Red Bull Cliff Diving World Series, cumpridas que estão duas etapas – de um total de oito.

Em destaque esteve também o mais novo atleta da competição (23 anos), o Rookie mexicano Jonathan Paredes - que falhou um lugar no pódio por escassos dois pontos, terminando num brilhante quatro posto, logo atrás do seu ídolo Orlando Duque.

Com um curto intervalo de apenas sete dias de descanso, o que constitui uma excepção à regra no calendário, os melhores saltadores do planeta viajam diretamente da Dinamarca para os Açores para disputar a terceira etapa do Red Bull Cliff Diving World Series - agendada para o próximo sábado (29 junho) para o exótico ilhéu de Vila Franca do Campo, a cerca de um quilómetro da ilha de São Miguel.

 

RESULTADOS 2ª ETAPA - DINAMARCA
1. Artem Silchenko | RUS | 522.40
2. Gary Hunt | UK | 506.80
3. Orlando Duque | COL | 464.40
4. Jonathan Paredes | MEX | 462.50
5. David Colturi | EUA | 410.10
6. Michal Navratil | CZE | 403.15
7. Kris Kolanus | POL | 402.10
8. Blake Aldridge | GB | 389.05
9. Matt Cowen | GB | 273.30
10. Sasha Kutsenko| UCR | 269.65


CALENDÁRIO    | 2013
RED BULL CLIFF DIVING WORLD SERIES
24-25/05     | França
21-22/06    | Dinamarca
28-29/06    | Portugal
13-14/07    | Itália
24-25/08    | E.U.A.
13-14/09    | Reino Unido
27-28/09    | Brasil
21-26/10    | Tailândia

 

ATLETAS        | 2013
RED BULL CLIFF DIVING WORLD SERIES
Gary Hunt        | Reino Unido
Orlando Duque        | Colombia
Artem Silchenko        | Rússia
David Colturi        | E.U.A.
Steven LoBue        | E.U.A.
Jonathan Paredes    | México
Michal Navratil    | República Checa
Blake Aldridge     | Reino Unido
Anatoliy Shabotenko    | Ucrânia
Matt Cowen    | Reino Unido