barra-nautica

Lagos e Odemira integram rede das estações náuticas

laquitosA Comissão de Avaliação das Estações Náuticas de Portugal (ENP) deliberou a certificação das Estações Náuticas de Lagos e Odemira. Os dois territórios integram, assim, a Rede Estações Náuticas de Portugal, coordenada pela Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar.
Atualmente, a Rede é composta por 26 territórios certificados, que se distribuem pelas diferentes regiões de Portugal continental, registando-se diversas manifestações de interesse de adesão, com especial incidência nos territórios de águas interiores.  No total, as Estações Náuticas mobilizam cerca de 1200 entidades, sendo que quase 65% são atores empresariais. 
 
As Estações Náuticas localizam-se em destinos de costa e de interior, onde o acesso a planos de água – mar, rios, lagos e albufeiras – e a disponibilização de serviços de Turismo Náutico configuram uma oportunidade de atração turística aos territórios, diversificando as experiências e contribuindo para o prolongamento da estada. 
 
Assentes numa lógica de rede de parceiros – municípios, associações e clubes, estabelecimentos de ensino, empresas de serviços náuticos e empresas turísticas – as Estações Náuticas apresentam um conjunto de valências com impacte na diversificação da oferta turística, no alargamento da atividade turística a todo o ano, no aumento da procura e da receita nos territórios.
 
Também são agentes relevantes ao nível da implementação de práticas de sustentabilidade ambiental e social, envolvendo os parceiros e as comunidades locais, na preservação e valorização dos recursos naturais e culturais.
 
Apoiados pelo programa COMPETE e programas operacionais regionais do Alentejo e Algarve, com o acompanhamento da AICEP, do Turismo de Portugal e das Agências Regionais de Promoção Turística, a Rede tem em desenvolvimento projetos de internacionalização para mercados prioritários, nomeadamente, França, Alemanha, Países Baixos, Reino Unido, Espanha e Suécia.