barra-vela.jpg

Ao enfrentar o Atântico Norte “Macif” leva 150 milhas de avanço do “Banque Populaire”

f2 macif1 hpAo aproximar-se do final da regata, que possivelmente acontecerá dentro de seis dias, pois encontra-se já a cerca de 1.900 milhas de Les Sables D’olonne, François Gabart, tem conseguido manter o avanço que ganhou a subir o Atlântico ao seu adversário mais direto, Armel Le Cléac'h no “Banque Populaire”.


Armel Le Cléac’h tem sido o mais rápido na frota durante as últimas 24 horas, com média de 15,4 nós e fez 369,8 milhas. Mas não conseguiu mais do que ganhar apenas nove milhas a François Gabart que mantém o seu “Macif” também à velocidades de 15 nós.
Ambos esperam contornar os Açores com vento que lhes vai proporcionart boas velocidades, pois é essa a previsão e terminarem a regata uma semana mais cedo do que estava previsto, aós 77 dias.
Jean-Pierre Dick no “Virbac-Paprec” tem a intenção em garantir o terceiro lugar à frente de Alex Thomson no “Hugo Boss”, o quarto classificado. Dick tem feito também velocidades médias de 15 nós e vai 524,4 milhas atrás de Gabart e a 380 milhas de Le Cléac'h. Leva de avanço apenas 252 milhas de Thomson. Ambos vão num rumo mais a oeste dos líderes e também quase com a mesma velocidade.
Entretanto, os da frente vão apanhar ventos fracos ao passarem pelas Canárias, por isso, como vão mais a Oeste, tanto Dick como Thomson esperam com mais vento aproximarem-se dos dois barcos que perseguem.