barra-vela.jpg

Diogo Costa e Pedro Costa Campeões do Mundo de 420

diogo pedro hpDiogo Costa e Pedro Costa sagraram-se Campeões do Mundo de 420, em prova que terminou no passado dia 23 de Julho em San Remo, Itália.
Diogo Costa e Pedro Costa, velejadores do Clube Vela Atlântico, assinaram mais uma página de ouro para o desporto português e para vela nacional ao conquistarem o título de Campeões do Mundo de 420. 
Depois de terem vencido diversas regatas nos dias anteriores, ainda estavam a dez pontos da dupla francesa que liderava no último dia de regatas no Grupo de Ouro. 
“Sabiamos que os franceses não eram fortes com as condições que estavam e procurámos terminar bem e á frente dos americanos que estavam logo atrás”, disse Diogo Costa.
A dupla lusa foi 3ª e 8ª nas duas regatas disputadas no último dia e assegurou o lugar mais alto do pódio. 
Pedro Costa estava naturalmente feliz com o resultado: “Cumprimos o nosso sonho. Viemos para o mundial com expectativas menos elevadas mas conseguimos superar-nos. Foi complicado, tivemos altos e baixos durante esta competição mas hoje tivemos opções acertadas e chegámos ao título”, sublinha. 
Os norte-americanos Wiley Rogers/Jack Parkin foram segundos e os gregos Vasilios Gourgiotis/Orestis Batsis ficaram com o bronze. 
José Manuel Leandro, presidente da Federação Portuguesa de Vela, satisfeito com mais uma medalha de ouro na vela salientou, “o triunfo de Diogo e Pedro Costa é uma Vitória contra a falta de condições e apoios que em Portugal dão à vela, pois as despesas de participação saem do bolso dos velejadores e das suas famílias. É aos Clubes e às famílias que se devem estes resultados.”diogo pedro2
Ainda no Grupo de Ouro da frota Open, Tomás Barreto/João Prieto foram 23º, Rita Lopes/Pedro Cruz ficaram no 35º lugar e João Bolina/Francisco Rodrigues acabaram em 45º. 
Em Sub-17, Afonso Albuquerque/Gonçalo Cruz terminam na 46ª posição. Mafalda Gonçalves/Maria Pereira no 64º lugar. Nuno Azevedo/Miguel Campos em 66º e Afonso Marques/Francisco Ferreira como 67º classificados. Os gregos Telis Athanasopoulos Yogo/Dimitris Tassios venceram, com os espanhóis Eduard Ferrer/Carlos De Maqua e os franceses Enzo Balanger/Gaultier Tallieu, a serem 2º e 3º, respectivamente.