barra-vela.jpg

Hugo Pinheiro cai na 5ª ronda vítima do capricho de Pipe

hugo pinheiro hpFinalmente, após mais de uma semana de espera, as ondas chegaram ao North Shore Havaiano, mas foram madrastas para Hugo Pinheiro, que perdeu na quinta ronda do Go Pro Pipeline Challenge.

O atleta português da Science esteve em posição de passar o heat, com uma boa onda de 6,00 mas foi ultrapassado pelo australiano Lachlam Cramsie, que nos últimos momentos do heat passou de terceiro para primeiro, com uma excelente onda (tubo +invert) que lhe valeu 6,95. Hugo ainda tentou, pelo menos, chegar ao segundo lugar, mas não entrou mais nenhuma onda no recife de Pipeline que tivesse potencial para pontuar o suficiente para conseguir desalojar o porto-riquenho Ruben Quiñones do segundo lugar ou até atacar a liderança de Cramsie.
"Estou, obviamente, desiludido com o resultado mas não com a minha prestação", desabafou Hugo, que conhece bem a natureza caprichosa da onda de Pipeline, explicando:
"Surfei bem as ondas que tive ao meu dispôr, mas as condições estavam complicadas; havia excelentes ondas, mas a grande parte, por causa da acumulação de areia na bancada de recife de Pipe, não estavam a abrir tanto como desejava. Isso melhorou com o decorrer do dia, mas tive azar no meu heat. Depois, o Cramsie apanhou duas boas ondas, uma delas, a melhor do heat e, como excelente bodyboarder que é, não as desperdiçou. Ficou a faltar-me uma boa segunda onda, mas são 20 minutos de bateria e é sempre uma lotaria."
Hugo Pinheiro não está, todavia, desmotivado com esta derrota:
"Bem pelo contrário. Acredito sempre que se aprende muito com as derrotas e esta só me aumentou a sede de vitória para as próximas etapas. Não interessa como se começa o ano, mas com se acaba."