barra surf

Alex Botelho integra elite mundial de ondas grandes

Terminou no final do mês de Fevereiro o Big Wave Tour 2017/2018. O melhor português foi Alex Botelho, que terminou no 8.º posto do ranking, um lugar que lhe garante a entrada na elite mundial para 2018/19.

O 5.º lugar alcançado no Puerto Escondido Challenge, no México (Final) e o 7.º lugar alcançado no Nazaré Challenge ajudaram o big rider algarvio a terminar dentro do top 10. De referir que Alex Botelho ainda viajou até ao Hawai para tentar um lugar na segunda etapa (Jaws), precisamente o mesmo spot que 2 anos atrás, através de uma Bolsa EDP Mar Sem Fim, o tornou no primeiro português a surfar a mítica onda.

O 8º lugar no ranking garante a entrada na elite mundial das ondas grandes e Alex mostra a sua satisfação: “sinto-me concretizado por ter consigo alcançar o tour mas ainda é um passo inicial dos meus objectivos. Para a próxima temporada tenciono continuar a surfar o mais possível nas ondas que fazem parte do tour, como a Nazare em especial, e praticar a parte competitiva. Aumen-tar a fasquia de treinos e de performance. Creio que temos o melhor lugar do mundo para treinar.

A única prova que ficou por realizar foi a de Mavericks, na Califórnia, após não terem sido reunidas as condições do mar até ao limite do período de espera do BWT. João de Macedo esperava por mais esta oportunidade para poder encontrar a requalificação mas acredita que as cores Portugue-sas continuaram bem representadas: “estou tão orgulhoso, especialmente como Português, da qualificação do Alex para o Big Wave Tour. Não só pelo talento que todos no meio sabemos que ele tem mas pelo foco e treino a que ele se sujeitou. É muito especial! Os Portugueses nas Ondas Grandes são algo bem real a nível mundial e é um orgulho fazer parte deste movimento”.