barra surf

“Porto & Matosinhos Wave Series 2017” invade o Norte

1 por hpAutarcas do Porto e Matosinhos reforçam aposta no surf e as praias vão ser palco das melhores ondas com a realização do Wave Series, pelo segundo ano consecutivo. Mais uma vez, os dois municípios unem-se na promoção do Norte como destino de eleição para a prática de surf. Com eventos que vão do surf e longboard ao stand up paddle, o Porto e Matosinhos Wave Series 2017 vai decorrer entre maio e setembro.
“A realização destes eventos tem contribuído muito para a evolução e promoção deste desporto na região norte. O objetivo destas iniciativas é promover o destino Porto e Matosinhos, que tem uma frente atlântica excelente para a prática de surf. O facto de recebermos atletas de topo nacional, motiva os mais jovens a participarem nestas competições, incentiva à prática da modalidade e, acima de tudo, sensibiliza para hábitos de vida saudáveis”, sublinha Marcelo Martins, promotor do evento. 
A apresentação do acontecimento e do cartaz no dia 3 de maio, na presença dos dois autarcas, incluiu um batismo de surf para estudantes estrangeiros, com o objetivo de promover a prática de surf entre aqueles que escolhem as cidades do Porto e Matosinhos para estudar. 
 “Este é um daqueles projetos que estava condenado ao sucesso e que, estou convicto, vai perdurar por muitos anos, com uma dinâmica cada vez maior. Temos o que era mais difícil de se poder concretizar, ou seja, uma frente marítima com condições naturais ímpares para a prática do surf. Fazia, por isso, todo o sentido, unirmos esforços e promovermos, juntamente com Matosinhos, o lançamento destas Wave Series, partilhando sinergias e conferindo-lhe dimensão e escala. Estamos plenamente satisfeitos com os resultados conseguidos no primeiro ano. Juntos e alinhados no mesmo objetivo, vamos continuar a promover o potencial turístico e económico desta nossa frente atlântica, posicionando as praias do Porto e de Matosinhos como um destino de eleição para a prática de desportos, tanto a nível recreativo como de competição”, sublinha Rui Moreira. 
Por outro lado, o autarca Eduardo Pinheiro refere que “a Câmara Municipal de Matosinhos assumiu o surf como um dos eixos estratégicos para a promoção turística e a dinamizaçãoeconómica do concelho. Estamos bem conscientes, por isso, da importância destes grandes eventos para a atração de cada vez mais praticantes e, consequentemente, de novos clientes para o tecido económico local”. 
Na edição anterior, mais de 30 mil pessoas assistiram ao evento, enchendo hotéis e alojamentos locais, bem como restaurantes. Dados que comprovam que o surf está a assumir-se, cada vez mais, como um produto turístico e empresarial. Nos últimos dois anos, foram construídos três hostels nesta região, exclusivos para praticantes de surf, assim como se registou um aumento significativo do número de alojamentos por Airbnb para amantes da modalidade. 
O evento arrancou nos dias 6 e 7 de maio com o Circuito Regional do Surf do Norte (CSN), uma etapa de apuramento para o campeonato nacional com atletas dos 12 aos 18 anos. 
 
Créditos Fotografia: Tó Mané