barra surf

Frederico Morais e Camilla Kemp vencem na Caparica

ckamp caparica hpFrederico Morais venceu hoje o Allianz Caparica Pro, segunda etapa da Liga MOCHE 2015, batendo Tiago Pires numa final de altíssimo nível. “Kikas”, como é conhecido o campeão nacional de surf 2013, foi o melhor surfista do dia nas boas ondas de 0,5m das praias do Dragão e Paraíso.
Com dois scores totais consecutivos de 17,25 pontos em 20 possíveis (segundo melhor do evento), nas meias finais e final, uma onda de 9,5 pontos em 10 possíveis (segunda melhor do Allianz Caparica Pro), Frederico conquistou a prova da Costa de Caparica pelo segundo ano consecutivo e afirmou-se como o surfista mais vitorioso desta etapa da Liga MOCHE, uma vez que já tinha sido finalista em 2013.
Já Tiago Pires, que demonstrou uma excelente gestão de esforço ao longo de toda a prova, conseguindo sempre as pontuações necessárias para passar as suas baterias mas por vezes até de forma discreta, mostrou o seu melhor no último dia, batendo os dois atletas que melhores pontuações fizeram nos dois primeiros dias e voltando assim a alcançar a final. Aí acabou por não conseguir superar Frederico, mas a sua competitividade e táctica na gestão dos momentos-chave foram um sério exemplo de know-how, que o tornaram no melhor surfista português de sempre. 
Nas meias-finais, em terceiro lugar ex-aequo, ficaram Pedro Henrique e Tomás Fernandes, deixando o quinto posto no Allianz Caparica Pro para Gony Zubizarreta, Marlon Lipke, Filipe Jervis e para o tri-campeão nacional em título, Vasco Ribeiro. Pedro Henrique, ex-campeão mundial Pro Junior e o surfista em destaque ao longo dos primeiros dias, “vingou-se” ontem na Renault Expression Session, vencendo um espectáculo à parte em que só a melhor manobra interessa para a vitória, sendo atribuídos, nas cinco etapas, 2.500€ anuais aos seus vencedores.   
Nas senhoras, primeira vitória do ano para Camilla Kemp, que mostrou uma grande forma e sintonia com as ondas da Costa de Caparica, conseguindo as melhores ondas e pontuações do dia e deixando as suas adversárias da final a necessitarem de notas muito altas para a alcançarem. A atleta do Guincho venceu esta etapa, à semelhança do que já tinha feito em 2013, deixando a actual campeã nacional, Teresa Bonvalot, em segundo lugar, Carina Duarte em terceiro e Carol Henrique (irmã de Pedro Henrique) na quarta posição. 
A campeã nacional, Teresa Bonvalot, de 15 anos, também não saiu da Costa de Caparica de mãos a abanar, tendo conquistado o Ramirez Junior Award, um troféu que premeia os melhores juniores da Liga MOCHE com 2.500€ anuais e que conta com objetivos intercalados ao longo das cinco etapas mas que, no caso específico da Costa de Caparica, teve o seu foco nas surfistas sub-16 femininas.  
Esta foi também a segunda prova a contar para a Allianz Triple Crown que, no conjunto das três provas com Naming Sponsor Allianz, designadamente as etapas da Ericeira, Caparica e Sintra, irá distribuir mais de 6.000€ entre o vencedor masculino e a vencedora feminina. Para já, Tiago Pires e Teresa Bonvalot lideram essa disputa.