barra-surf

Alta competição no Texas

hunt1 hpNa única competição do ano disputada em água doce, o Red Bull Cliff Diving World Series viajou no último fim-de-semana até ao Texas - nos Estados Unidos da América.

O nível subiu de tom com várias notas 10 atribuídas pelo júri e no final os louros foram para o britânico Gary Hunt e para a atleta local Rachelle Simpson. Uma dinâmica que vem aumentar a emoção do circuito que visita os Açores já em julho próximo.
A grande novidade da segunda etapa do Red Bull Cliff Diving World Series, disputada neste último fim-de-semana no Texas (Estados Unidos da América), foi a estreia do setor feminino - com cinco atletas fixas e três wildcards empenhadas a lutar pelo título de 2014. Depois de uma etapa de teste bem sucedida no ano passado, as mulheres conquistaram terreno e vão na presente época competir em três das sete etapas do circuito mundial, a partir de uma altura de 20 metros.

Apoiada por uma pequena multidão de 6.700 espectadores, Rachelle Simpson – atleta natural do Texas - não desiludiu os seus conterrâneos e acabou por contrariar o favoritismo inicialmente atribuído à Campeã da Europa Ana Bader (Alemanha) e à Campeã do Mundo Cesilie Carlton (EUA) - que ocuparam no fim, respetivamente, os restantes lugares do pódio; “Estou completamente extasiada com esta vitória, porque queria mesmo dar esta alegria à minha família e amigos que aqui vieram assistir. Tenho treinado intensamente e penso que o resultado está à vista, embora não tenha conseguido atingir a perfeição que desejava no meu último salto. Agora vou manter-me a treinar bem até à próxima etapa, na Noruega”.

No setor masculino acabou por ser o tri-campeão do Red Bull Cliff Diving a ditar a lei. Gary Hunt não só ganhou no Texas como escreveu um novo capítulo na história da competição - ao estabelecer a maior pontuação alguma vez registada por um atleta numa só etapa (526.40). Esta performance ficou a dever-se ao sucesso do seu mais recente salto - um triplo mortal de frente encarpado com três piruetas e meia e um grau de dificuldade extremo de 5.8. Hunt passou assim para a liderança do mundial; “Fiz quatro bons saltos e um novo record pessoal, acho que não podia pedir mais! Senti muito a pressão mas a minha estratégia acabou por resultar”. O atual detentor do título, o russo Artem Silchenko, acabou em segundo lugar à frente do norte-americano Steven LoBue.

A próxima etapa da competição viaja até à Irlanda (a 29 de junho) para um regresso ao Covil da Serpente - uma enigmática piscina natural situada nas ilhas de Inis Mor.