barra-surf

A Pequena Pesca é um potencial Para a sustentabilidade

cerco hp

No Seminário “A Pequena Pesca potencial para a sustentabilidade” que se realizou em Sesimbra nos passados dias 29 e 30 de Junho, organizado pela PONG-Pesca, foi lançado um desafio pelo Secretário de Estado do Mar, para os pescadores, as suas associações, os cientistas e a Docapesca encontrarem, em conjunto, soluções para o crescimento económico deste sector que representa 80 % da pesca em Portugal.
A PONG-Pesca, plataforma de organizações não governamentais portuguesas sobre a pesca, para a realização deste Seminário contou com a coorganização da Câmara Municipal de Sesimbra e da Mútua dos Pescadores e teve ainda como parceiros do evento a Docapesca, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a Rede Europeia das Zonas de Pesca (FARNET) e a Low Impact Fishers of Europe (LIFE).
A pequena pesca que na prática se traduz como a pesca local, foi desde o início uma das principais preocupações da PONG-Pesca, pois para além de ser muito representativa da realidade da pesca nacional, possui um enorme potencial de sustentabilidade, tanto a nível ambiental, como económico e social. Num momento em que o novo Programa Operacional para o Mar – PO Mar 2020 – está a ser lançado, pretendeu-se organizar um evento que permita informar todas as partes interessadas das oportunidades de financiamento disponíveis e iniciar o desenvolvimento de ideias e candidaturas. Para isso, a PONG-Pesca associou-se a um conjunto de coorganizadores e parceiros bastante diversificado que permitirão abordar de forma detalhada e efetiva vários temas importantes, como a comercialização, a diversificação de atividades, a investigação ligada à pequena pesca, o associativismo e a higiene e segurança no trabalho.cerco 1
O referido evento visou a participação de todos os interessados na pequena pesca e na conservação do meio marinho, desde os pescadores e os seus representantes, responsáveis pela tutela, investigadores, empresários, autarcas, gabinetes de ação local, entre outros, e teve os seguintes objetivos principais:
Apresentar casos de sucesso nacionais e internacionais em diversas áreas, tais como projetos de valorização e inovação dos produtos da pesca, diversificação de atividades e parcerias entre pescadores e cientistas, entre outros.
Dar a conhecer o Fundo Europeu dos Assuntos Marinhos e das Pescas, PO Mar 2020 e outras ferramentas de financiamento, sobretudo no que toca às rubricas dedicados e disponíveis à pequena pesca.
Identificar e analisar os principais desafios de gestão sustentável da pequena pesca, delinear projetos passíveis de financiamento e contribuir para a criação de sinergias e parcerias entre os stakeholders da pequena pesca.