barra-nautica

Girl Power inspira o retauro pela AkzoNobel de iate há muito tempo perdido

girlUm iate que participou em duas provas à volta ao mundo foi resgatado do esquecimento e renovou a sua forma com produtos da AkzoNobel, enquanto se prepara para embarcar em mais uma viagem global de esperança.
O iate Maiden foi o primeiro barco na história da corrida Whitbread Round the World (agora a Volvo Ocean Race) a apresentar uma equipa exclusivamente feminina. Depois de ser abandonado, foi totalmente restaurado com os revestimentos para iates da AkzoNobel, antes de uma tournée mundial que ajudará a aumentar a consciencialização e a angariar fundos para a educação de meninas.
Tracy Edwards, que comandou o Maiden naquela corrida histórica de 1989, encontrou-o a definhar num estaleiro nas Seychelles e começou a angariar dinheiro para a sua restauração. Com o trabalho agora finalizado, o iate está preparado para circum-navegar o globo pela terceira vez.
“Estamos orgulhosos por nos termos envolvido no projeto The Maiden Factor durante os últimos dois anos", disse Kaj Van Alem, diretor Yacht Business da AkzoNobel. "Os nossos produtos, suporte técnico e combinação de cores definem o padrão em revestimentos para iates e tivemos o prazer de ajudar a restaurar o barco para que ele possa inspirar uma nova geração de mulheres."
Na verdade, é a segunda vez que os produtos International da empresa são usados no iate de 58 pés. A primeira vez foi em 1989, quando a campanha The Maiden à volta do mundo foi apoiada pelo rei Hussein I da Jordânia. O mesmo barco também participou na competição oito anos antes, quando foi baptizado Disque D'Or 3.
Durante a extensa restauração, a AkzoNobel forneceu produtos para toda a embarcação, desde o acabamento até os revestimentos dos tanques. O processo envolveu retirar os revestimentos originais até ficar em metal e depois reconstruir o sistema de pintura até ao resultado final. Foram fornecidas amostras das cores originais, que foram então afinadas pelos especialistas da empresa em Felling, no Reino Unido.
Maiden - que atualmente está no Southampton Boat Show - partirá da cidade do Reino Unido, a 9 de outubro numa viagem de três anos. Isso incluirá a realização de 33 escalas em 22 países, onde a equipa entregará uma mensagem de esperança e solidariedade de crianças em idade escolar no Reino Unido a meninas de todo o mundo. O Maiden Factor utilizará fundos recolhidos para apoiar instituições de caridade, que trabalham para capacitar, ensinar ou orientar meninas e que possibilitem a educação de meninas que atualmente não têm acesso a este direito humano básico.
O fim da restauração do Maiden - que tem o apoio da princesa Haya Bint Al Hussein, filha do rei Hussein I - vem apenas alguns meses após o final da última Volvo Ocean Race. A AkzoNobel foi o fornecedor oficial do estaleiro do evento e forneceu os revestimentos para todos os sete iates concorrentes, incluindo a equipa AkzoNobel, que terminou em quarto lugar no geral.
 Um dos capitães convidados durante a viagem de três anos será Dee Caffari, que comandou o barco Turn the Tide on Plastic, na recente Volvo Ocean Race. Comentando a restauração, ela disse: "Faz 30 anos desde que o icónico iate Maiden forjou o caminho com uma equipa de mulheres. The Maiden está de volta e continua a empurrar limites e a ajudar a fazer a diferença. De volta à sua glória Whitbread ela foi revestida pela AkzoNobel, e hoje ela voltou a parecer fantástica, novamente pela mesma empresa. O apoio ao The Maiden Factor tem sido incrível e é um testemunho do impacto que ela fez, e continua a fazer, em tantas pessoas. "