barra-nautica

Nauticampo 6/10 de Abril - Salão das Actividades Náuticas

O Salão Náutico de Lisboa de 2016 a Nauticampo vai decorrer entre os dias 6 e 10 de Abril, graças ao esforço da Divisão Náutica ACAP/APICAN, que luta para recuperar este salão, fundamental para as actividades económicas do sector.
 A 46ª edição da Nauticampo, que decorrerá na FIL, Parque das Nações, realiza-se em simultâneo com os salões MotorClássico, Mundo Abreu e Happy Life e conta com o total apoio e envolvimento da ACAP, através da sua Divisão Náutica e da sua Comissão Especializada de Caravanas e Autocaravanas. 
Depois do sucesso protagonizado pelo regresso da Nauticampo em 2015, a edição deste ano contará ainda com a realização no mesmo pavilhão, e em simultâneo, do Lisboa Bike and Running Show, oferecendo assim um ainda maior motivo de interesse para os visitantes. 
A Divisão Náutica da ACAP/APICAN conseguiu obter para os associados condições mais favoráveis do que no ano anterior, designadamente, a redução do preço por m2 de 23 euros para 20 euros. 
Simultaneamente é esperada uma maior diversidade na oferta de expositores, bem como um conjunto de iniciativas destinadas a aumentar a qualidade do certame e a torná-la uma experiência memorável para os visitantes. Nesta perspectiva, o primeiro dia de feira será novamente dia VIP, com entrada gratuita para todos os convidados dos expositores
Eugénio Martins, presidente da Divisão Náutica ACAP/APICAN afirmou: “Este ano Náutico de 2016, a exemplo do ano passado, terá como seu ponto de partida a Nauticampo. Todos os amantes da náutica de recreio irão ter o seu espaço privilegiado e dedicado, para conhecer in loco as últimas novidades que muitas empresas desta área de negócio terão para apresentar. Neste âmbito, não posso deixar de salientar todos os esforços feitos pela ACAP/ APICAN em conjunto com a FIL, para que este evento se tornasse realidade, nos melhores moldes possíveis, quer para todos os intervenientes no negócio da náutica de recreio, mas também obviamente para os seus clientes. Tenho também que realçar a cooperação que temos estabelecido junto da DGAM, para que seja criada uma base de dados estatística no que à náutica diz respeito. Este é sem sombra de dúvidas um trabalho necessário e de grande importância, já que permite lançar as bases para um conhecimento real e atualizado do mercado náutico português, nomeadamente através do número de unidades vendidas e portos de registo. Em conclusão, quero destacar o empenho e a dedicação de todos na ACAP/APICAN, desde a sua direção até aos seus associados, têm feito em prol da expansão e desenvolvimento do nosso negócio”.