barra-nautica.jpg

Cesilie Carlton brilha nos Açores

azores senhora hpNo ano da estreia das senhoras na etapa portuguesa do Red Bull Cliff Diving World Series foram as americanas a monopolizar as atenções, com uma wildcard - Cesilie Carlton - a subir ao lugar mais alto do pódio.
Em masculinos o britânico e atual defensor do título mundial - Gary Hunt - voltou a dominar, conquistando na final a quinta vitória da época. 
As oito melhores especialistas do mundo em saltos para a água de grande altura fizeram este fim-de-semana (17 e 18 de julho) a sua estreia numa das paisagens mais icónicas do Red Bull Cliff Diving World Series. O ilhéu de Vila Franca do Campo, ao largo da ilha de São Miguel foi assim conquistado por esta elite, reforçando desta forma o interesse desportivo da etapa açoriana que é hoje vista como um dos clássicos do calendário. O domínio acabou por pertencer à “armada” americana, com a “wildcard” Cesilie Carlton a contrariar o favoritismo da sua compatriota Rachelle Simpson – que apesar de ter sido relegada para o quinto lugar mantém ainda o comando do campeonato, com o mesmo número de pontos de Carlton. A mexicana Adriana Jimenez e a norte-americana Ginger Leigh Huber completaram o pódio feminino.  
Em masculinos o grande protagonista desta jornada acabou por ser Gary Hunt, que aos 30 anos acumula quatro títulos mundiais do circuito mundial. O mexicano Jonathan Paredes e o norte-americano Andy Jones completaram o pódio, com este último a estrear-se neste registo.
 
Foto: Dean Treml | Red Bull Contentpool   

Mar em Português em debate nos Jerónimos